segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Blog muito frio...

E sim, ando muito descuidada com este blog... O que dirá o Ricardito quando crescer? Quando era com a mana escrevia quase todos os dias a contar as suas peripécias e agora passo meses e nem uma letrinha :-(

É verdade, temos de retomar as peripécias dos meninos, para mais tarde recordar... :-)

E vamos começar com um resumo deste inverno que desde janeiro não pararam de adoecer... Ora era um uma semana, ora era outro na semana a seguir... Só há 15 dias é que vão os dois ao mesmo tempo para a escolinha. Ainda bem que eu não estou a trabalhar ou já me tinham despedido novamente ;-)

O natal foi passado cá em casa e a passagem de ano também. Este ano a Rita conseguiu estar acordada até às 2h da manhã com a Pipa. O Ricardo como estava doentinho apenas conseguiu ficar acordado até às 23h.
Mas portaram-se bem, não fizeram birras e o Ricardito portou-se muito bem com a Luna.

Foram os dois ao otorrino para ver se ouviam bem e o resultado foi que ouviam a 100%, logo as manias da Rita de não nos ouvir e de querer ter o radio em altos berros e o Ricardo só ter começado a falar mais de há um mês para cá, é normal, é mau feitio mesmo, não tem nada a ver com os ouvidos ;-)

E vamos continuar com a ida à neve este fim de semana.

A Rita ADOROU brincar na neve com o seu "namorado" Tiago. Viram nevar, cansou-se bastante a subir até à barragem, embora alguns adultos se tenham cansado mais que ela e outros nem tentaram, portou-se bem nos restaurantes e não houve birras, coisa que é de estranhar...

O Ricardo pregou alguns valentes sustos, pois como não pára quieto, desapareceu por uns segundos que a mim me pareceu uma eternidade. Afinal estava dentro do balcão com a senhora do café e tudo acabou bem :-)

Disse que a neve estava muito 'FIA' e quando descalçou as luvas, pois fez birra para as ter calçadas, para mexer na neve ia tendo um ataque com a neve tão fria.
Já fala tudo, embora só se perceba um terço das palavras que diz, mas temos sempre a mana a traduzir o que ele diz... e geralmente acerta ;-)

Nos restaurantes passados 15 minutos e depois de comer tudo, pensa que são horas de ir embora e faz birra até o tirarmos da cadeira. Acho que só vou ter descanso daqui a uns dois anos. Até lá é melhor passar a comer em casa ou então ir a restaurantes sem eles.

Tem medo de andar nos carroceis e quando fomos ao museu do pão nem quis ir ao pé da estátua do cavalo para tirar uma foto. Dizia 'medo', 'medo'... :-) Visitámos o museu e eles até fizeram um quadro muito engraçado com massa. Amassaram a massa com o rolo e decoraram com formas pequenitas. O Ricardo estava muito concentrado e foi uma experiência muito engraçada.

E vamos ver se a partir de agora venho cá mais vezes, boa? :-)